Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Perspectivas’ Category

Vamos de Férias …. a quem já está em Férias ou  a caminho:

A  equip@ do Enferm@gem Pedi@tric@ deseja umas ÓPTIMAS FÉRIAS!

Read Full Post »

“Os Enfermeiros constituem, actualmente, uma comunidade profissional e científica da maior relevância no funcionamento do sistema de saúde e na garantia do acesso da população a cuidados de saúde de qualidade, em especial em cuidados de enfermagem.”

Competências dos Enfermeiros de Cuidados Gerais (Ordem dos Enfermeiros, 2003)

https://i1.wp.com/1.bp.blogspot.com/_awadHXV2-cU/SCwqGlRURlI/AAAAAAAAAIY/V-ENAt96t0M/s320/dia%252Bdos%252BEnfermeiros.jpg

12 de Maio

“Lisboa, 11 maio (Lusa) – Um questionário on-line feito a enfermeiros revelou que, para a maioria dos 974 participantes, a enfermagem tem baixo reconhecimento social e quase todos consideram que o salário que ganham não reflete o risco, a responsabilidade e a penosidade profissionais.

O Barómetro Fórumenfermagem, apresenta hoje os resultados –  no Dia Internacional do Enfermeiro – onde visou conhecer as opiniões de enfermeiros, membros registados no Forumenfermagem, sobre assuntos relacionados com a profissão.

Segundo o relatório preliminar do barómetro, a que a Lusa teve acesso, o principal local de prestação de cuidados dos inquiridos é o hospital de internamento, sendo que 82 % discordam que a enfermagem seja uma profissão de elevado reconhecimento social e 98 % não reconhecem que o salário reflita o risco, a responsabilidade e a penosidade da profissão”.

Daqui ….

Equipa do Enferm@gem Pedi@tric@

Read Full Post »

Alerta

Crianças precisam ser bem vigiadas

“Os efeitos secundários da Ritalina são muitos, desde insónias, náuseas, taquicardia, dores de cabeça, até à perda de apetite, que pode potenciar atrasos no desenvolvimento na criança.

No entanto, segundo o pediatra Miguel Palha, estas situações deixam de se observar após seis meses de idade.

Libério Ribeiro aconselha à descontinuidade na tomada deste psicofármaco: “No fim-de-semana e nas férias escolares deve fazer-se a suspensão do medicamento para que não se verifique um atraso no crescimento”.

Armando Fernandes, do Centro de Desenvolvimento Infantil de Telheiras, faz uma vigilância apertada: “Meço a altura, peso e faço auscultação cardíaca com frequência e peço um electrocardiograma e análises de ano a ano.

O médico garante que não há o risco de dependência“.

Será que não?…..

Uns dizem que sim …. outros dizem que não ….

Daqui …

E para que serve a “ritalina”?  Metilfenidato (nome comercial da Ritalina) é uma substância química utilizada como fármaco, estimulante leve do sistema nervoso central com mecanismo de acção ainda não bem explícito, estruturalmente relacionado com as anfetaminas.

É usada usualmente para o tratamento medicamentoso dos casos de alterações do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), narcolepsia e hipersônia idiopática do sistema nervoso central (SNC), nas cranças e jovens.

E nestas situações não necessitam de ser?…

Artigo de Cristina Morais


Read Full Post »

Antes de mais, quando se diagnostica uma Diabetes Gestacional, a grávida deve:

https://i0.wp.com/i2.r7.com/data/files/2C92/94A4/2409/5999/0124/0B49/978C/7A37/exames-gr%C3%A1vida-2.jpg

Reduzir  o nível de glicose (acúcar). Como?

– Através de uma alimentação saudável (restritiva, mas tendo em consideração os gostos da grávida e o seu tipo de vida), que pode vir a ser acompanhada por administração de insulina, se for necessária.

Habitualmente a glicémia (valor da glicose medida no aparelho) normaliza após o parto.

Na Alimentação Saudável a grávida deve comer:

– regularmente, para melhorar a acção da sua própria insulina ( se for o caso), fazendo, pelo menos 6 refeições por dia (ou seja, comer em pouca quantidade, mas várias vezes ao dia);

– alimentar-se de farináceos e leguminosas: pão, batatas, arroz, grão, feijão, ervilhas ou massas nas suas refeições, nas quantidades indicadas);

– alimentar-se de alimentos ricos em fibra (legumes, hortaliças – estes alimentos atrasam a absorção dos acúcares e gorduras dos alimentos);

– reduzir os fritos e gorduras, escolhendo gorduras monoinsaturadas (azeite) e leite magro ou meio-gordo;

–  não se alimentar de doces que contêm acúcar.

Vigiar o peso porque o seu excesso pode reduzir a eficácia da insulina que a grávida produz ou que faz.

Quando aumenta de peso, é mais difícil manter o controlo da glicémia também.

Ir comparando com a curva de peso do Boletim de Saúde da Grávida (Livro Verde), com a ajuda dos profissionais de saúde.

Pela sua saúde e pela do seu bebé não fume!

Continua …

Artigo de Margarida Pereira

Read Full Post »

A diabetes melitus é uma situação patológica em que não existem quantidades suficientes de insulina ou então o organismo não é capaz de utilizar a insulina produzida pelo pâncreas.

A insulina é a hormona responsável pela entrada de glicose para o interior das células permitindo que esta seja metabolizada com consequente produção de energia.

Além do metabolismo glicídico, a insulina vai também desempenhar funções importantes no metabolismo lipídico e proteico.

A ausência da acção da insulina vai ter várias implicações metabólicas, nomeadamente o aumento da concentração da glicose no sangue (hiperglicémia).

A diabetes que ocorre na gravidez pode ser pré-existente (diabetes tipo 1 ou 2), ou pode ser diagnosticada pela primeira vez na gravidez, denominando-se Diabetes Gestacional.

https://i2.wp.com/www.dorchesterhealth.org/Images/19724.jpg

A diabetes gestacional tende a surgir depois das 20 – 24 semanas de gestação, altura em que as hormonas da gravidez aumentam a resistência à acção da insulina.

À medida que a placenta cresce, aumentam as concentrações destas hormonas e consequentemente a resistência à acção da insulina. Quando o pâncreas não consegue com sua produção adicional suplantar esta resistência surge a Diabetes Gestacional.

As mulheres com diabetes gestacional podem vir a necessitar ou não de insulina durante a gravidez estando este facto dependente do seu perfil metabólico. Actualmente com o apoio de uma equipa multidisciplinar (obstetra, endocrinologista, enfermeiros, nutricionista e assistente social) o sucesso de uma gravidez com diabetes é praticamente o mesmo de uma gravidez sem diabetes.

https://i2.wp.com/demaeparamae.pt/files/imagecache/artigos_full/artigos/diabetes-gravida.jpg

Como se realiza o seu diagnóstico?

Todas as grávidas, entre a 24ª e a 28ª semana, devem fazer o rastreio para a diabetes gestacional, pois esta é mais típica nos últimos trimestres da gravidez.

O teste de rastreio consiste na ingestão de um soluto de 50 gramas de glicose em 200 ml de água, a qualquer hora do dia. Uma hora depois, colhe-se sangue venoso para determinação da glicemia plasmática. Se o valor for = 140 mg/dl (7,8 mmol/l) o rastreio é positivo sendo necessário submeter a grávida a uma prova diagnóstica confirmatória ou não, denominada PTGO (prova de tolerância à glicose oral).

As grávidas que apresentem um valor de glicemia plasmática, em jejum, = 126 mg/dl não necessitam de efectuar o teste de rastreio, sendo logo consideradas diabéticas.

https://i2.wp.com/www.varzeagrande.mt.gov.br/portal/admin/fotos/noticias/13101/14535/mulher-gravida.jpg

Quais os Factores de Risco que favorecem o desenvolvimento de Diabetes Gestacional?

Apesar de qualquer mulher poder vir a desenvolver diabetes gestacional existem alguns factores que aumentam o risco de tal poder vir a acontecer, nomeadamente:

– história familiar (1º grau) de diabetes;

– idade = 35 anos;

– obesidade (índice de massa corporal = 30);

– multiparidade = 4 partos, 2 ou mais abortos espontâneos, nados mortos ou morte perinatal sem causa definida;

– macrossomia fetal (= 4000 g) e diabetes gestacional na gravidez anterior.

Sempre que a grávida apresente qualquer um desses factores de risco o teste de rastreio deverá ser efectuado mais precocemente, isto é no 1º trimestre.

Artigo de Margarida Pereira e Rosa Silvestre

Continua …

Read Full Post »

Depois de termos recebido este prémio do Cogitare em Saúde (Muito Obrigado!)

https://i2.wp.com/cogitare.forumenfermagem.org/wp-content/uploads/2009/08/blog_frescura.jpg

passamos o mesmo para outros blogs, também “frescos”, não deixando de assumir as regras:

1.º Men­ci­o­nar quem ofe­re­ceu;
2º Ofe­re­cer a oito pessoas;
3º Explicar o motivo do prémio.
Estes blogs também são frescos, no que diz respeito a muita qualidade, (não depreciando os outros blogs que também visitamos) tendo em comum, a educação, a enfermagem, a saúde e o nosso público (crianças, jovens e família):
Visitem-nos que não se irão arrepender!

Após resposta às questões (queiram desculpar as visitantes e amigas mais antigas)  colocadas  pensamos ser tempo de Entrar

https://i0.wp.com/fotocache02.stormap.sapo.pt/fotostore01/fotos//54/c0/b4/2194679_dre4G.jpeg

Desejamos a todas (ou a todos) a continuação de umas óptimas Férias (se for o caso),  de continuação de óptimas semanas de trabalho (se for o caso) ou ainda de continuação de óptimas semanas de lazer (se for o caso, incluindo o lazer “forçado”por doença ou outra contigência da vida).

Da Equipa do Enferm@gem Pedi@tric@

Read Full Post »

Saúde 24 e Gripe

image001

“A qualidade da resposta social à evolução da pandemia de gripe é um elemento essencial à mitigação, acima de tudo, dos seus efeitos no país. O seu estudo retrospectivo e a sua antecipação prospectiva pretendem contribuir para a melhoria da qualidade dessa resposta.

Observou-se nos últimos 10 dias uma inflexão significativa na resposta social à gripe pandémica, que pode atribuir-se principalmente a três factores:
– Aceleração no aumento de casos de Gripe, na sua maioria ainda “casos importados”;
– Aparecimento de uma cadeia de transmissão limitada (“cluster”) em torno de um colégio (7 casos no total);
– Conhecimento de situações adversas em casos de gripe, noticiadas a partir do Reino Unido
“.

Clique aqui para aceder ao Relatório

Blog Agir Contra a GRIPE A

Artigo de Joana Santos e Rosa Silvestre

Read Full Post »

Older Posts »